Histórico

A Escola Judicial de Mato Grosso do Sul (Ejud-MS) foi criada pela Lei n. 3.932 de 13 de julho de 2010, como Órgão auxiliar do Poder Judiciário, vinculado à Presidência do Tribunal de Justiça, com a finalidade de promover o treinamento, a capacitação, o aperfeiçoamento e a especialização de magistrados.

Todavia, no início, os estudos de formação e aperfeiçoamento aos magistrados eram proporcionados pela Escola da Magistratura de Mato Grosso do Sul (Esmagis), instalada em 1985 e vinculada à Associação dos Magistrados de MS (Amamsul) e para os servidores pelo próprio Tribunal de Justiça.

Posteriormente, com a edição da Portaria n. 354, de 16 de dezembro de 2011, a Ejud-MS passou a ser composta por duas secretarias: a Secretaria de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados e a Secretaria de Formação e Aperfeiçoamento de Servidores.

Pela Portaria n. 697, de 2 de março de 2015, a estrutura administrativa da Ejud-MS sofreu alterações, unificando a Secretaria de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados e a Secretaria de Formação e Aperfeiçoamento de Servidores em uma única Secretaria, agora, denominada Secretaria da Escola Judicial.

A Escola Judicial do Estado de Mato Grosso do Sul (Ejud-MS), Órgão auxiliar do Poder Judiciário Estadual na implementação das políticas e estratégias institucionais, mantém intensa agenda de atividades, proporcionando aperfeiçoamento profissional a magistrados, servidores e colaboradores da justiça com ênfase na formação humanista, integral e interdisciplinar voltada para a prática judiciária, a fim de fomentar o alcance de exímios resultados na prestação dos serviços jurisdicionais à sociedade sul-mato-grossense.

Alinhada ao planejamento estratégico do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul e às diretrizes do Conselho Nacional de Justiça e da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados, os cursos são classificados em Formação inicial e Formação continuada, abrangendo áreas do conhecimento, como Tecnologia da Informação, Judiciária, Administrativa/Gestão, Línguas, Responsabilidade Social e Educação, oferecidos nas modalidades presencial, semipresencial e a distância.

O processo de ensino aprendizagem, compreende o desenvolvimento individual e coletivo, pautando-se nos valores éticos, na solidariedade, na justiça e nos pilares da educação eleita pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO): aprender a conhecer, a fazer, a conviver e a ser.

Investe em parcerias com outras instituições de ensino, tais como: a Universidade de Girona, para formação stricto sensu; o Termo de Cooperação com a Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, para proporcionar cursos de lato sensu aos magistrados sul-mato-grossenses e, recentemente, o Termo de Cooperação Técnica com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado (Fundect) e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), que irá garantir a pós-graduação inédita de Gestão Judiciária para atender servidores e magistrados.

Última Alteração: Quarta Feira, 10 Agosto 2016, 15:26